Você já pensou que os evangélicos seriam ótimos vendedores de Herbalife? E que igrejas, na verdade, seriam ótimas estruturas de Pirâmide? Não? Vem comigo, então e vamos analisar alguns pontos:


(vou deixar claro: qualquer implicação sobre Evangelho, sobre igrejas,
sobre evangelismo e outros conceitos trabalhados que você tiver saíram de
observações feitas, não de conclusões de minha autoria).
1-      Hierarquia e Meritocracia

O esquema de pirâmide é simples. Você entra na base da pirâmide (o marketing multi-nivel) na base – e precisa trazer mais pessoas como seus colaboradores, para ficar abaixo de você, e esses colaboradores precisam trazer mais colaboradores, fazendo você mesmo sua rede de influência, sobre a qual você vai lucrar (e os superiores à você).

Podemos tirar algumas conclusões:

ð  Quem trabalha mais, sobe mais no esquema e tem direito a uma posição hierárquica maior pelos seus frutos (meritocracia);

ð  Quanto mais gente você influencia, e maior a produtividade dessas pessoas, mais você fica em evidência como case de sucesso;

Vamos aos métodos utilizados por algumas igrejas:

Os líderes tem uma folha de produtividade, na qual devem evangelizar e converter, além de discipular um certo número de pessoas. A igreja tem uma meta de membros a ser atingida anualmente. Os membros que mais evangelizam (ou excedem sua cota) são vistos como exemplares e podem concorrer a cargos na igreja.

Vai dar tudo certo, olha só como eu criei tudo!
2-      Reunião com Novatos

Todo esquema de pirâmide tem uma reunião de apresentação do produto (ou negócio, ou ainda oportunidade de vida). A reunião é animada, podendo ter até música e vários testemunhos de pessoas que mudaram de vida graças ao esquema. Saíram da pobreza, trocaram o carro, acabaram de voltar de um cruzeiro marítimo, alguma coisa muito boa aconteceu, fora o muito dinheiro que ganharam trabalhando poucas horas por dia.

Podemos acreditar então que:

ð  O esquema de pirâmide mudou a vida deles de uma forma que acreditavam ser impossível;

ð  Além de ganhar muito dinheiro, aqueles agora são felizes pelas oportunidades que conquistaram.

Novamente, analisando cultos de evangelismo ou até mesmo dominicais de algumas igrejas, vemos que:

Jesus é a alegria da vida. Todos estão muito felizes, te cumprimentam com um abraço, aperto de mão como se fossem seus melhores amigos desde sempre. Há um espaço para algumas pessoas falarem de como a igreja (ou Deus) mudou a vida deles em vários aspectos. Bênçãos financeiras, bênçãos no campo amoroso, bênçãos familiares, curas de doenças e várias viagens e oportunidade de desfrutar do melhor da Terra.


3-      Divulgação do Esquema/Produto

Quando você encontra um vendedor (principalmente de Herbalife), ele já vem com um botton gigantesco, cinco ou seis vezes maior que um bottom normal (não dá nem pra jogar futebol de botão, do tanto que o bagulho é gigantesco) com uma frase de efeito QUER PERDER PESO? PERGUNTE-ME COMO! Garantindo que ele tem a resposta e a solução dos seus problemas. Ele sempre está feliz e empolgado com o produto e o esquema, além de carregar consigo vários materiais e muito provavelmente colocado uns dois ou três adesivos no carro divulgando o produto.

Ele é calmo, atencioso, resolverá todos os seus problemas assim que você preencher a ficha de cadastramento. Ele é seu melhor amigo, e te dá até alguns brindes, além de te aconselhar como mudar de vida, podendo até ser chato em alguns pontos diante da sua negativa.

Quando você se recusa a ouvir ou discorda e mostra algumas evidências da fraude que envolve todo o negócio, ele se irrita facilmente e começa a te acusar de estar perdendo a oportunidade da sua vida, condenando-te a uma vida de lutas, tristezas e, principalmente, pobreza.

Podemos ver, então, que:

ð  O esquema é o único caminho para você ser feliz;

ð  O esquema é superior à amizade que você tenha com a pessoa, e vale a pena de tudo, até acusações para você sentir-se obrigado a participar;

ð  O esquema é infalível, e quem tenta provar que existe algo errado por trás dos panos é acusador, tem más intenções e não entende do que está falando.

Algumas ações de evangelismo são bem engraçadas. As pessoas vestem roupas específicas, geralmente com a logomarca da igreja e uma frase de efeito, remetendo à perfeição/salvação/plenitude/felicidade. Panfletos, sorrisos, copos d’água, vale de tudo pra chamar a atenção e dizer que Jesus te ama, venha ao nosso culto no domingo – até que alguém para e questiona sobre algo. Quer ver um evangelista perdido? Questione alguma coisa sobre o que ele diz, por mais que seja verdade. Peça fundamentos e veja-o gaguejar até vir alguém defendê-lo, e te acusar por fazer perguntas demais. Afinal, você é o errado e vai para o inferno por não acreditar em tudo que está escrito ali. Herege.

Quer emagrecer? Ser feliz? Viajar? Ser rico?
4-      Ih, falhei, e agora?

Você entra na pirâmide. Veste a camisa. Compra kits de venda, CDs e DVDs de ajuda a vendas, que vão te ensinar e te dar o método prático pra fazer tudo funcionar. Monta um estoque do produto. Põe silk no seu carro todo, até no teto para algum helicóptero ver. Põe sua família numa reunião e explica do produto. Anda com um bottom do tamanho da roda de um caminhão pra cima e pra baixo na rua. Abre um blog, faz um site, compra uma loja online. Mas acaba descobrindo que não é tão fácil assim – o mercado está saturado, nem todo mundo acredita de forma tão fácil como você acreditou, as pessoas estão desanimadas e sem dinheiro para investir.

Você não consegue fazer funcionar, e quando comenta isso nas reuniões, as pessoas se afastam de você e se surpreendem como se você tivesse catapora. Ou fungos. Sei lá, algo muito nojento – e você é o culpado por isso. Você quem não conseguiu vender, você quem não soube aproveitar as oportunidades e você que não se dedicou o suficiente (esqueça aquele discurso de poucas horas por dia, se você não se dedicar, você não vai ganhar).

E aí temos que:

ð  Quando você já está dentro do esquema de pirâmide, descobre que a prática não é igual ao sonho que ofereceram (mas você precisa continuar a vender aquele sonho como verdadeiro);

ð  Se algo dá errado, a culpa é sua, não do esquema. De algum modo, por mais que você tenha seguido todas recomendações, aberto mão de tudo que pudesse abrir, você falhou em algum lugar.

Voltando a algumas igrejas evangélicas, temos que a pessoa que não consegue subir na vida (seja na igreja, seja financeiramente, ou obter todas as bênçãos que foram prometidas), quando começa a questionar toda a base da igreja, os princípios fundamentais que lhe foram apresentados é praticamente repelido e xingado (exortado é pouco, por favor) por quem está à sua volta.

Quando chega para a liderança e expõe os problemas pelos quase tem passado, então, descobre que só tem uma solução – quer dizer, só tem um problema: ele mesmo. Só é recompensado quem dá o melhor de si, e não quem segurou o nível e tentou se proteger. Ele não se envolveu suficientemente com as tarefas, não orou com muita vontade, teve fé pequena demais, se escondeu como Ananias, não deu as duas moedinhas como a viúva, não participou de correntes de fé e oração suficientemente, não conseguiu trazer membros pra igreja na quantidade mínima –cara, o problema é você.

Essa imagem não tem nada a ver com o post mas gostei tanto que resolvi colocar aqui.
5-      E pra ir embora? Vish!

Uma vez dentro do esquema de pirâmide, pra sair é uma loucura. São milhares de formulários, cada um acompanhado de um discurso gigantesco e um questionário enorme sobre as suas razões, os seus motivos, e pera lá cara, tu vai perder essa oportunidade mesmo?

Você paga umas taxas que nunca tinha ouvido falar nas reuniões, assina termos de que é um burro, retardado que não sabe fazer nada e a culpa é única e exclusivamente sua, termos de privacidade, consente com usarem sua imagem e seu nome no rol de membros eternamente, paga mais algumas taxas, última mensalidade, compra mais 40 kits e –UFA, estou livre.

Vez ou outra ainda recebe boletos bancários e pode acabar caindo no SPC. Mas você é livre. A não ser que… pra quem estava dentro do esquema, você morreu. Viram as costas, não cumprimentam, olham para o outro lado como se você fosse a criatura mais vil e repugnante.

O pior – aqueles que estão fora do esquema não convivem mais contigo. Você foi tão chato, tão acusador, tão irritante tentando vender uma parte do negócio que ninguém mais suportou a sua fixação quase tarada sobre aquilo e se afastou de você. Parabéns, você está sozinho no mundo, se sentindo o cocô do cavalo do bandido.

Concluímos que:

ð  Sair do esquema é comprar uma briga individual com cada um que dele participa, e te abre as portas pra solitária mais escura e úmida que possa existir;

ð  Suas ações durante a tentativa de convencer os seus amigos a participarem do esquema afastaram TODOS seus conhecidos que não se deixaram enrolar por ti.

Coincidentemente, em algumas igrejas, depois de fazer parte do rol de membros, pra sair é quase impossível, com algumas exceções. E mesmo que você saia fácil, é um caminho sem volta. Não há possibilidade de se arrepender quando você nega a igreja. As pessoas te tratam como herege, são aconselhadas a não andar com você, têm certeza que você fez a maior porcaria da sua vida – e vão te xingar por isso para sempre.

Aqueles que você tentou evangelizar igual foi evangelizado no ponto 2 e não se converteram já terão saído de perto de você (se você mesmo não tiver os afastado com sua conduta extremamente santa) – você mesmo, o crente chato.


 E aí, concordam, discordam? Mais algum ponto de semelhança que eu perdi? Joga aí nos comentários e vamos conversar! Na hora de xingar, não se esqueça que:

1-      Herbalife é um exemplo. Não necessariamente afirmei que era um esquema de pirâmide (mesmo que seja)

2-      Não falei TODAS as igrejas evangélicas. Falei de algumas, e se pra você não existe igreja assim, queria te dar um recado: você não está numa igreja, está num esquema de pirâmide –CUIDADO!

5 Semelhanças entre (algumas) igrejas evangélicas e pirâmides

Categoria: Igreja
0
39 views

Deixe uma resposta