Dizem que a verdade é relativa, porque ela depende dos olhos de quem vê. Talvez seja verdade, talvez seja apenas uma desculpa de acomodados para não reconhecerem que estão errados, não sei.

O que eu sei é que muitas das definições e princípios que temos para nós mesmos são frutos de uma visão de mundo muito pequena, tão ínfima que chega a ser desprezível. Julgar como deve ser uma situação, e qual a melhor resolução possível é muito agradável, quando eu quero satisfazer apenas o meu campo de visão.

É muito fácil, como pedagogo, psicólogo ou jurista, sentar numa cadeira estofada com rodinhas numa sala com ar-condicionado e escrever tratados científicos que vão nortear a produção de leis. É muito fácil, como pai consciente, como cidadão do mundo, com medo da violência, querer evitar o máximo de perigos possíveis, por mais drástica que seja a atitude a ser tomada – para que ele não sofra nenhum mal.


É muito fácil, para um juiz, sentado, usando a sua fantasia de dono do mundo, olhar pra cara de uma pessoa, colocar a emoção de lado e fazer contas de positivos e negativos para decidir qual caminho seria o melhor a tomar, com bases práticas. Mas a verdade é relativa, e depende dos olhos de quem vê.

E existem pessoas, existem momentos, existem situações que são exatamente você contra o mundo. E nessas situações, não há quem ajude, não há quem ofereça um conforto ou quem lute ao seu lado. É nessas horas que as pessoas abaixam a cabeça e tentar sufocar seus gritos de desespero com o mantra de é para o bem comum.

Mas sentir o desespero da mãe, viciada em crack, com risco de perder a única coisa que ainda tem, a única coisa que a faz lutar por comida depois de ter perdido o emprego, a casa, a vida – e ao mesmo tempo sentir a agonia do filho de perder o único ser que o amou em um mundo que até hoje só apontou o dedo e o maltratou, olhar nos olhos dessa criança ao ver que a única pessoa que, apesar de todos os defeitos, sempre cuidou dele e tentar repetir algum mantra vazio… isso é covardia.

No fim das contas, essa pode ser apenas mais uma dentre tantas outras verdades. Mas é uma verdade que eu custo a engolir.

A verdade, assim como a maldade, está nos olhos de quem vê.

Categoria: Opinião
55 views