São muitas informações, cara, não dá pra lidar com tudo –e acabamos confiando nas nossas pessoas mais próximas a verdade. Se elas disseram, nós acreditamos. Eu faço isso todos os dias, e vou continuar fazendo. O problema é que confiar no bom-senso de nossos amigos é bem diferente de parar de pensar, se brincar, podemos acabar caindo em algumas falácias que não se sustentam sob nenhum argumento sério.

Eu não sou PTista, nem PSBista, nem nenhum outro ista. Eu sou um dos fundadores do Piratas!, viajei mais de dois mil quilômetros pra isso – então pense bem antes de falar que sou governista ou oposição burra.


Primeiro surgiu essa imagem:

Se alguém souber a fonte de verdade, me avise pra colocar aqui.

Depois, em resposta veio essa:

Fonte: Meme consciente

E a argumentação é muito simples. Vou dividir em alguns pontos:

1º Argumentar que todo pobre tem carro é a coisa mais idiota a se fazer. Não, sério, teve gente que fez isso pra mim, na maior cara dura, e disse que só miserável que não tem carro. Ok, 75% do país está na miséria. Vamos defendê-los então. Sob qualquer hipótese, 75% dos brasileiros estão sendo beneficiados por essa redução.


Ah, mas aumentou gasolina e diesel, logo o transporte público também vai aumentar

2º Vamos fazer algumas contas, utilizando o paradigma ainda do carro (nem transporte público, que a despesa do combustível é rateada, nem da moto, que é pelo menos 4x mais econômica. Como existe 1 carro pra cada 5 pessoas no Brasil, vamos considerar aqui que todos tem um só carro e pegar como funcionaria para os 25% mais ricos do país):

O kilowatt de eneriga está a +/- 68 centavos em MG (a energia mais cara do Brasil). Considerando que eu use APENAS 1 kw/h, eu gastaria 16,24R$ por dia (isso é quase equivalente a desistir de computadores, carregadores e mal tomar banho, morando sozinho). 18% disso dá 2,92R$ de economia, por kilowatt/dia.

A gasolina no posto que eu abasteço tá 2,83R$. O preço subiu pra mim 11 centavos por litro. Se eu tiver um carro que faz 10km/l, eu terei que andar VINTE E SEIS km pra cada killowatt que eu gastar de energia diariamente pra então IGUALAR as tarifas. Lembramos que: uma família de 4 pessoas, usando o chuveiro por 15 minutos cada um (durante o dia todo), SÓ O CHUVEIRO, gasta 6 killowatts/dia – para pagar mais caro, a familia teria que andar 156km/dia A MAIS do que andava anteriormente.

[01.fev] O André Costa apresentou alguns cálculos em grande escala, levando em conta o país inteiro, confira:

No ano de 2011 o consumo nacional de gasolina foi de 35,3 bilhões de litros.
Supondo um preço de R$2,75 o litro, um aumento de 6% nesses 35,4 bilhões de litros representaria em uma diferença de R$0,165 por litro totalizando R$5.824.500.000,00 ( R$5,8 bi)

Já o consumo anual de energia elétrica em 2011 foi de 430,1 mil GWh. O preço médio nacional de energia que antes era de R$0,333/Kwh passa a ser 25% mais barato (para efeito de simplicidade de cálculo vamos supor uma redução única entre industria e residências). O novo preço passa a ser R$0,26/Kwh gerando uma diferença no valor de R$31.390.000.000,00 (R$31,4 bi).

Ai nós temos uma diferença de aproximadamente R$25 bilhões em relação a redução no consumo de combustível e o consumo de energia.

http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,consumo-de-gasolina-cresceu-183-em-2011,96459,0.htm

http://g1.globo.com/economia/noticia/2012/01/consumo-de-energia-no-pais-cresce-36-em-2011-diz-epe.html

http://economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201209102328_TRR_81569011

[/01.fev]

Ah, mas você tá considerando os carros, só os ricos, mas e o resto do país, o frete, serviços, passagens, etc.

(Os que não tinham carro não eram miseráveis?) Bom, vamos devagar: metrôs são movidos à quê? Energia elétrica. Postos de combustível são movidos a que? As empresas que fazem fretes, serviços são movidos a que? Energia elétrica. A redução de 18% na tarifa é residencial. Para as indústrias (quem produz, caso você não saiba), é de 28%. VINTE E OITO por cento – e a tarifa industrial é menor do que a residencial. Você sabe que uma indústria gasta muito mais energia produzindo do que gasta transportando, cá entre nós. E os cálculos da pergunta anterior são tão válidas quanto.

Já ouviu falar das parcerias que empresas fazem para conseguir gasolina mais barata? Pois é, eles compram atacado, não pagam o preço que você paga na bomba.

Tá. Tá bom, vai diminuir. Mas e as consequências com o aumento do preço do transporte público? E o aumento do percentual do álcool na gasolina?

Agora sim você está fazendo perguntas inteligentes! Essa é uma oposição inteligente, que pensa. E deixa eu te contar: eu acho uma péssima ideia aumentar a quantidade de álcool na gasolina comum – vai dar merda. Se o motor do carro não é flex, é perigoso para ele; se é flex, perde o rendimento da própria gasolina.

E o aumento no transporte público? E o quanto a refinaria e os postos de combustível vão repassar pro consumidor?

Isso o governo tem as medidas pra lidar. Não é livre-mercado, meu irmão, pra desespero dos anarco-capitalistas e pra salvação de toda a humanidade. Infelizmente, e eu acho aí outra postura complicada, ao meu ver, o governo busca parear o preço do combustível interno com o internacional. Discordo da política econômica mais uma vez (embora não milite contra por não saber quais as intenções e consequências em outros cantos da economia).

Mas a CEMIG já anunciou que vai aumentar a energia elétrica em mais de 10%, e vai comer mais da metade do desconto promovido pelo governo!

A CEMIG é uma merda. E não é culpa do Governo Federal. A CEMIG é uma estatal público-privada do Estado de Minas Gerais que tem os custos inchados e um histórico de péssima gerência. Não sou fã da Dilma, mas né.


Resumindo, o que eu quero dizer é o seguinte: nenhum governo (na verdade nenhuma pessoa) faz bondade e perde dinheiro nisso sem ter a chance de ganhar mais depois. Mas na hora de fazer oposição, por favor, vamos ser inteligentes, e fazer as perguntas certas pra começar a mover as pessoas na direção certa. Eu não sou governista. Eu sou racional, é diferente. Vamos pensar, galerë!

[01.fev] O Tsavkko escreveu um post que vai além deste pensamento, sobre a política econômica de reprivatização, super válido para o tema [/01.fev]

Desconto na luz, aumento na gasolina? – Fazendo oposição burra.

Categoria: Opinião
1
169 views