Cada povo tem o falso profeta que merece – alguns recebem com carinho, outros nem tanto. Nós, por exemplo, temos Inri Cristo, que se isolou numa fazenda e vive com suas discípulas, evangelizando através de vídeos com paródias de músicas pop (que por acaso, todo Brasil adora). Mas nem sempre os falsos profetas são tão queridos quanto nosso Inri. Veja alguns pelo mundo:


#01 Harold Camping – EUA

Ouviu falar em fim do mundo? Provavelmente tem o dedo desse cara aqui – só em 2011 o mundo acabaria duas vezes, uma em maio e outra em outubro, segundo suas profecias, e Jesus voltou em 1994 (mas provavelmente foi assistir Romário fazer dupla de ataque com Bebeto – ninguém pode culpá-lo).

Avisem Gringotes que um de seus funcionários fugiu

Com 90 anos, ele se aposentou ano passado, após falhar duas vezes seguidas no Apocalipse e sofrer um derrame cerebral. Seus seguidores afirmaram que embora “todos estejam decepcionados com Cristo, que não veio, bons cristãos devem viver bem cada dia”.

Chatiado, viu, Jesus?


#02 Masuteru Hirota – Japão/Brasil

O profeta, com 70 anos de idade tem um dom de cura, e desde que se mudou para o Brasil, recebeu uma revelação – o mundo irá acabar com uma onda de 1,5 mil metros de altura – e só Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Pará ficarão intactos no Brasil (?!). A Energia de Luz (entidade com a qual ele conversa) irá destruir tudo pela terceira vez.

Cansado de ensinar Karate, Miyagi virou profeta.

Terceira?

Pois é. Diz ele que há 1 milhão de anos atrás Atlântida afundou; e há 500 mil anos atrás a Terra foi inundada novamente (provavelmente aquela vez que Noé construiu uma arca). E quem não sacou isso ainda não está evoluído suficientemente – afinal existem 108 dimensões, e os humanos estão só na terceira.

Precisa falar mais alguma coisa? Precisa: perguntando se teme a morte, Hirota respondeu “O que o humano leva da vida de material? Nada. Uma coisa só dá para levar: sua beleza e a limpeza do seu espírito.”.

#03 Jim Jones – EUA/Guiana

O mais famoso de todos profetas modernos do Apocalipse, Jones conseguiu o que nenhum outro conseguiu até hoje – muita gente. Com os recursos que a sua igreja juntou, compraram um grande terreno na Guiana, e se mudaram para lá, fundando a Jonestown (Cidade do Jones) – que com menos de um ano já contava com mais de 900 habitantes.

Com um olho um pouquinho mais puxado, eu jurava que era o Kim Jong-Il

Depois de sofrer várias acusações, Jones celebrou com os fiéis uma noite branca, sem informá-los de que o que estavam bebendo na verdade era veneno. Quase 1.100 pessoas faleceram naquela noite – bizarramente, as ordens que Jones deixara acerca de sua herança era levá-la para a URSS.


#04 David Koresh – EUA

Os Estados Unidos realmente são um berço de bizarrices. David Koresh, que se auto-proclamou o último profeta, o Cristo encarnado (sim, de novo), com direito de (veja só) possuir 140 mulheres: 60 como rainhas, 80 como concubinas. Para tornar a história ainda mais dramática e mexicana, um outro líder da mesma seita se levantou e propôs um tipo de gincana espiritual – ganhava (e era coroado o verdadeiro profeta/Cristo/seja-lá-o-que-fosse) quem conseguisse levantar (espero que ressuscitar, não zumbificar) corpos.

O nerd que ao invés de fundar a Apple preferiu fundar uma seita.

Claro que Koresh amarelou e tentou mandar prendê-lo sob acusação de vilipêndio ao cadáver. Interrogado pelo FBI, afirmou ser ele próprio o quarto cavaleiro do apocalipse:

Koresh: “O que Cristo revelou como sendo, de acordo com o quarto selo?”

FBI: “Um cavaleiro sobre um cavalo.”

Koresh: “E qual é o seu nome?”

FBI: “Morte.”

Koresh: “Agora, você sabe o que significa o nome Koresh?”

FBI: “Prossiga…”

Koresh: “Significa morte.”

Os Falsos Profetas mais Bizarros do Mundo (#01 a #04)

Categoria: Igreja
0
40 views

Deixe uma resposta