Querem estabelecer focos, mesmo contra tudo que eu disse nos textos anteriores. Ok. Mas então vamos lá, é pra organizar de acordo com os anos 90, então vamos organizar de acordo com os anos 90, mas vamos pensar um pouco.

É lindo querer valorizar professores mais do que o Neymar – sério, eu sou a favor de que professores sejam mais valorizados. Até porque eu entrei nessa vida pra dar aula mesmo. Eu fico muito feliz que a sociedade se posicione em relação à emendas na constituição – coisas que influenciam diretamente na vida delas.


O que me chateia é gritar por valorização de professores enquanto as matérias na escola são um saco, como se valesse apenas a boa-vontade e sorriso de um professor que ganha 20 mil reais por mês que todo mundo vai se apaixonar pelas aulas de gramática e química inorgânica. Sério, não vai ser um salário gigantesco.

Mas é lindo falar em valorização do professor pro prefeito. Quer valorizar um professor mais do que o Neymar? Fale mais de matérias escolares que de futebol então, negão! Nunca vi um tweet falando “putz, o professor fulano mostrou uma fatoração GENIAL na aula hoje!”, ao invés dos comentários sobre gols do Neymar.

Quer valorizar educação mais do que Neymar? Ao invés de assistir jogo do Barcelona, assiste TV Cultura. Tem um monte de professor lá dando aula esperando audiência e participação nos programas pra ter salário aumentado (e ser valorizado!).

Outra coisa: discutir PEC 37 com prefeito de cidade é mais inútil do que discutir com ele a escalação do Daniel Alves. Não é ele quem apita sobre isso nem vai poder influenciar alguém pra fazer algo por isso – na boa.

Quer discutir com prefeitos? Falem sobre problemas locais, pombas. Como eu disse em outro tópico, não precisa explicar como e quando deve ser feito. Digam “quero X e não vou parar até ter X”.

Seja passe livre, seja ônibus com ar-condicionado, seja o que você quiser.

[Protestos no Brasil] Valorização de professores, PEC 37 e outrs pedidos aleatórios

Categoria: OpiniãoProtestos Brasil
91 views