Eu não sei quem é você. Talvez eu saiba seu nome, e se trocamos algumas ideias ou vi você retwittando algum texto meu, ou curtindo, eu saiba como você se chama e, com sorte, consiga lembrar mais ou menos o que você dizia na sua biografia com menos de 160 caracteres.

Mas eu sei de um monte de verdades sobre você que você mesmo pode ignorar, ou tentar esconder. Já passou por muitas lutas, tentou desistir algumas vezes. Já está cansado dos mesmos problemas, e das mesmas velhas soluções. Já está cansado das mesmas pessoas, e todo mundo te abandona quando não está bem.

Seus amigos são meio de lua, desaparecem de repente, e como se não bastasse isso, quando está com eles, às vezes você se sente meio . As frustrações vão se acumulando em pilhas que ficam cada vez mais desagradáveis de se olhar. Algumas pessoas só te entendem até o momento que convém a elas, e de repente, não só deixam de estar ali, como estão do lado de .

Se não frequenta uma igreja, já pensou em frequentar, mas sempre se frustrou com as falhas e problemas, além de todo o preconceito; se frequenta uma igreja, já perdeu as contas das vezes que pensou seriamente em sair, mas não levou os planos pra frente por inúmeros motivos que nem sabe dizer direito.

Você tem crises – está em crises. Porque eu sei de tudo isso? Porque você é um de nós, por mais que nós tentemos esconder isso. Vivemos de crise em crise, e não de glória em glória. Lutamos, damos nosso sangue pra vencer – vencer a quem, senão a nós mesmos?

Sim, eu pareço com você. Sou só um pouco pior.

Sobre quem você é.

Categoria: Sem categoria
1
32 views

1 comment

  • Bem vindo ao grupo… puxa a cadeira ou sente-se no chão, somos loucos e não somos pouco… ou como deveria chamar segundo um dos nossos… somos legiao pq somos muitos dsahusadhuhadsudsa

Deixe uma resposta