Foto: Alexander Mysyakin/AP



Final da fase de grupos dessa Copa do Mundo que tem se revelado uma Copa América versão estendida e com comentários do diretor e com as surpresas de eliminações e zebras conquistando o direito de entrar na carnificina que é a segunda fase, nos veio à lembrança uma notícia de algumas semanas atrás, nas vésperas do início desse fantástico torneio.

No dia 11 de junho, véspera do Dia dos Namorados do início da Copa, o DailyMail publicou uma lista com o salário anual dos técnicos que estavam dirigindo as Seleções Nacionais e, bem, como é de se esperar tendo em vista os resultados de jogos, tem muito treinador com salários altíssimos que já está a caminho de casa.

Na verdade, é pior ainda – os três técnicos mais caros da Copa do Mundo 2014 foram eliminados na 1ª fase. Sério, dá uma olhada aqui nessa lista:

Foto: SoccerBlog

(1º) Fabio Capello (RússiaR$ 25 milhões

Não bastou receber mais do que o dobro que o segundo mais bem pago dessa Copa, o italiano Fabio Capello, treinador da Rússia fracassou em levar seu time adiante. Talvez a culpa não seja só dele, de fato desde que se separou da URSS a Mother Russia tem acumulado resultados pífios em Copas do Mundo, tendo duas vitórias em três torneios disputados (nunca duas vitórias no mesmo torneio, por sinal).
A renovação que o ténico prometeu, excluindo medalhões como Arshavin (que, curiosamente, também é estilista, além de jogador), Pavlyuchenko (tem média de 1 gol a cada 2 partidas pelo Spartak no Campeonato Russo) e Pogrebnyak (artilheiro da Copa da UEFA em 2007/08) não surtiu muito efeito já que com a derrota para a surpreendente Bélgica, o insonso empate com a Coreia do Sul e a terrível perda da classificação aos 60′ de jogo para uma Argélia guerreira arruinaram quaisquer planos russos de chegar à segunda fase.


Foto: Telegraph

(2º) Roy Hodgson (InglaterraR$ 13 milhões

Ao contrário da Rússia, todos esperavam que a Inglaterra chegasse em algum lugar. Tudo bem que o último título da seleção inglesa já esteja quase fazendo bodas de ouro (foi lá no idos de 1966), mas nos últimos 20 anos a Inglaterra tinha pelo menos passado da primeira fase. Não há como cansar de repetir: Nesse grupo da morte, com Uruguai, Inglaterra, Alemanha e Costa Rica, a última era a única de quem não se exigia nada, mas a primeira a garantir uma extensão do seu visto. Como apontado por Douglas Sato do Esporte Lovers apostar quase que completamente em Rooney (que não está numa de suas melhores fases) no ataque inglês foi uma das grandes falhas de Hodgson, que somou-se a incapacidade inglesa de fabricar um guarda-redes sólido.
Mesmo com um empate com a surpreendente Costa Rica (a única a não perder para o país latino-americano) a Inglaterra não conseguiu lidar com a fúria uruguaia e a precisão cirúrgica de Balotelli e seus companheiros de ataque, deixando a Rainha Elizabeth um pouco mais triste, enquanto sua xará belga comemorava jogo a jogo a surpreendente história de sua seleção nacional.


Foto: 101GreatGoals

(3º) Cesare Prandelli (ItáliaR$ 9,5 milhões

A Itália. Ah, a Itália. Pois é. Não foi o maior vexame dessa copa graças à Espanha, mas Prandelli deve estar no cantinho do seu quarto, chateado pelas suas escolhas. No sonho de alcançar o pentacampeonato brasileiro os italianos só não conseguiram ir pior do que foram em 2010, quando saíram com um total de zero vitórias.
Não levemos Prandelli à mal, afinal a Itália chegou até o vice-campeonato na Eurocopa de 2012 por suas mãos. A extrema dependência de jogadores que já estão bem… pra lá da flor da sua idade não ajudou muito. Buffon e Pirlo, ambos bem pra lá dos 30 anos não tiveram fôlego suficiente para impor muita coisa e por melhor que seja, Balotelli não tinha como carregar uma equipe inteira nas costas. Resultado: três jogos, três pontos e um pedido de demissão. Não foi de todo mal: a Itália foi tão mal, mas tão mal que caiu até o presidente da Federação Italiana de Futebol. 


Pra quem se pergunta, Vicente del Bosque, o espantalho que assustava pombos do comando da seleção espanhola recebe apenas R$ 7,5 milhões o que lhe rendeu um não-tão glorioso 7º lugar nessa lista. Esperava mais?

Tá Russo?! Os técnicos mais caros da Copa 2014

Categoria: Opinião
59 views