A doutrina deste alto mistério de predestinação deve ser tratada com especial prudência e cuidado, a fim de que os homens, atendendo à vontade revelada em sua palavra e prestando obediência a ela, possam, pela evidência da sua vocação eficaz, certificar-se da sua eterna eleição. Assim, a todos os que sinceramente obedecem ao Evangelho esta doutrina fornece motivo de louvor, reverência e admiração de Deus, bem como de humildade diligência e abundante consolação.

Confissão de Westminster (não sabe o que é? Conheça), Cap. III

Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado.
E também eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os tornar a enxertar.

 Romanos 11:22-23

Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis.

 2 Pedro 1:10

A predestinação não serve de conforto ou orgulho, mas deve ser o motivo pelo qual buscamos a perfeição. Não que acreditando que ela seja alcançável, mas confiando na Eterna Graça de Cristo.

Sobre a predestinação

Categoria: Igreja
0
52 views

Deixe uma resposta